No dia 28 de agosto, os alunos do 4º ano visitaram o Museu Afro Brasil, localizado no Parque do Ibirapuera. Lá, tiveram a oportunidade de ampliar seus estudos sobre a vida do povo africano no Brasil.

Após a visita, conversamos sobre essa experiência e os alunos fizeram os seguintes comentários:

  • Como podiam fazer isso com pessoas?
  • É difícil imaginar uma coisa tão absurda!
  • Se fosse um escravo, eu tentaria fugir!
  • Parece que a vida deles acabou para sempre!
  • Eles eram fortes. Ao invés de se lamentar, lutavam contra isso.
  • Os escravos sabiam aproveitar coisas que os senhores do engenho não sabiam (referência à feijoada).
  • Se a escravidão durou mais de 300 anos, quer dizer que muitas pessoas nasceram e morreram escravas.
  • O que mais me choca é pensar que as crianças eram escravizadas.
  • Eu gostei de conhecer a cultura dos escravos. Gostei de saber que eles tinham sua religião e que faziam festas.
  • Gostaria de saber mais sobre a vida deles na África.
  • Penso que os escravos tinham o direito de relembrar sua cultura na África, uma vez que só trabalhavam.
  • Gostei de saber mais sobre o Maracatu e de observar as roupas que eles usavam.

Os comentários das crianças revelaram o quanto essa experiência foi significativa, uma vez que foram tocadas pelo que vivenciaram e puderam, assim, refletir e aprofundar os conhecimentos construídos em sala de aula. Tal aprendizagem é fundamental para a formação humana, pois somos parte de um povo que herdou a cultura africana.

[nggallery id=1125]

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *