A lição que a leitura nos ensina pode ser ainda, como dizem muitos, a de que

antes de pertencer a este ou àquele território, somos seres humanos.

(Michèle Petit)

 Uma recente pesquisa* aponta que os brasileiros sabem o valor da leitura para a formação profissional e pessoal, mas mesmo assim a atividade não ocupa papel de destaque nos lares do Brasil. Uma das justificativas mais usadas é “não gosto de ler”. Esse dado nos faz pensar que o hábito da leitura, se não cultivado desde cedo dificilmente se instalará e produzirá frutos relacionados à leitura por prazer.  Infelizmente a maioria das pessoas não associa diretamente a leitura a uma atividade de lazer.

Outra pesquisa** avaliou a percepção dos brasileiros em relação à importância da leitura feita para crianças. Descobriu-se que para 96% dos entrevistados incentivar crianças de até 5 anos a ler é muito importante, pois  desperta a curiosidade, contribui para o desenvolvimento intelectual e cultural (54%), além da formação educacional (36%). Só que, na prática menos da metade (37%) dos adultos lê de fato para seus filhos.

Nós não nascemos leitores, mas nos tornamos leitores a partir do convívio diário com a leitura.  Os caminhos para essa formação começam em casa, com apoio atento e permanente dos pais e da família e passam pela escola, através das mãos incentivadoras dos professores.

Então, faça a diferença! Seja você pai, mãe, irmã, irmão, avó, avô, primo, prima, etc. Promova momentos de leitura antes de dormir, nas pequenas reuniões de família, nos encontros com os amigos. Leia para suas crianças, mesmo que seja um pouquinho a cada dia. Procure mostrar que o livro pode ser um bom companheiro para todas as horas.

Crie com sua família esse hábito saudável na rotina de vocês. Ofereça leitura de presente!

 

 

*Retratos da leitura no Brasil – pesquisa divulgada pelo Instituto Pró-Livro (abril/2012)

**Leitura Infantil – Pesquisa realizada pela Fundação Itaú Social em parceria com o Instituto Datafolha (outubro/2012)

 

Helena Verderamis Sellani

Coordenadora Pedagógica

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *