O PROCESSO

 

Época de Sarau na Villare. Tempo de decidir sobre o tema, a leitura dos textos produzidos pelos alunos e aqueles registrados na história poética, as músicas, a sequência das apresentações no evento.

Neste ano, por sugestão da professora de Geografia, Renata Terence, o tema escolhido foi Brasil, até em razão da Copa. Optamos, então, por referências do que temos de melhor, na poesia e nas músicas. E temos tanto, que ficou difícil decidir…

É incrível ver o Sarau acontecer antes mesmo do dia. Os alunos ficam envolvidos pelo encantamento das palavras; o olhar se transforma, sonhador; a atenção se volta para a subjetividade diante da criação do que vem de dentro – deles e de outrem. E o belo provoca intensas manifestações pelos corredores do colégio.

[nggallery id=947]

 

O GRANDE DIA

E eis que chegou o dia. Durante toda a quinta-feira, dia 29 de maio, havia uma vibração em todos por aqui.  Além das aulas do dia, os ensaios se intensificaram até que as 17h30 chegaram.

Neste ano, a indumentária foi caprichada: viemos vestidos “de Sarau”. Como? Pensamos em roupas floridas, saias rodadas, suspensórios, paletós, boinas. Mágico é perceber o quanto os alunos aceitam prontamente tais sugestões. E como se envolvem com repertórios tão diferentes do seu. E vibram com ele!

Outra novidade grandiosa foi a participação do grupo “Canto Livro”, formado por Jean e Joana Garfunkel, pai e filha que trabalham a literatura associada à música brasileira. Combinação inteligente e sensível, que encantou a todos, desde o 6° ano, com alunos tão novos e incrivelmente envolvidos, até o 9°, que se despediu do Sarau com participação intensa.

[nggallery id=956]

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *