Encontro filosófico – “Clash” (Egito, 2016. Dir. Mohamed Diab)

O Encontro filosófico é uma das atividades da Agenda cultural do Ensino Médio da Escola Villare, essenciais para a formação das pessoas que serão os nossos alunos.

É simples assim.

Não é “bem” um evento… É um encontro de pessoas, de aproximação de sentidos. Na Avenida Paulista, cada um a seu modo, num sábado de tarde e “à paisana” de sermos professores ou alunos do Ensino Médio, exercitando seu desejo de querer ser, de querer estar.

Um filme. Um lanche. Um convite para que vivamos, juntos, a cultura e as possibilidades da metrópole com o exercício da autonomia, a busca pelo novo e a permeabilidade do inusitado!

Caminhando, pouco importa se contra ou a favor do vento, esse primeiro Encontro filosófico de 2017, atravessou um quilômetro de calçadas, diversidade, ruas, e até continentes, para sermos encaixotados, figurativamente, em um caminhão da polícia no Egito em 2013.

O paradoxo vivido entre a liberdade de escolha e a prisão em um camburão (ou em uma sala de cinema!), promoveu a humanização de fenômenos políticos complexos como a Primavera árabe e as alternâncias políticas no Egito, entre 2011 e 2013, ano em que se passa o dia retratado no filme. Há uma história em cada um.

E essas histórias foram trocadas na tradicional partilha do lanche, por meio do qual os diferentes se aproximaram e a ficção das telas contornou-se de realidade. Diferentes, mas juntos!

Depois de algumas horas, era flagrante tanto às personagens quanto a nós, seus espectadores, que as diferenças são construções e que a alteridade, tão necessária, é muitas vezes utópica.

Partindo de um exemplo tão radical de polarização como o das manifestações atrás das grades do camburão, os cenários do filme, cristalizou-se o desejo da superação das barreiras entre as diferentes histórias que somos, através de novas janelas. Uma busca.

Mas será simples assim?

[nggallery id=4884 images=10]

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *