A partir da leitura do livro “A Primavera da Lagarta” de Ruth Rocha, o Integral do Grupo Azul mostrou grande interesse em descobrir mais sobre o mundo das borboletas.

1

“Como ela faz o casulo?” (João Vitor)
“Como ela entra no casulo e vira borboleta?” (Gabriel M.)
“Como ela come?” (Davi)
“Quando ela vira borboleta ela come folha ainda?” (Pedro Henrique)

Resolvemos pesquisar na internet sobre o assunto. Visualizamos imagens de borboletas de várias cores e espécies e assistimos a um vídeo sobre o processo de transformação da lagarta em borboleta. Juntos, fizemos várias descobertas!

“A asa dela é laranja.” (Davi)
“Primeiro, ela come muita folha e mais um pouquinho, cresce e fabrica o casulo. Aí ela muda de pele um tempão.” (Gabriel M.)
“Primeiro, ela é lagarta, depois vira casulo e depois vira borboleta.” (Pedro Henrique)
“As lagartas não comem quando estão no casulo.” (Rafael)
“Olha, elas tem patas.” (Pedro Henrique)
“As lagartas são diferentes.” (Davi)
“A borboleta tem uma trombinha, aí ela coloca na flor e come o néctar.” (João Vitor)
“As asas são diferentes. Umas quadradas e outras, retângulo. Elas têm bolinhas.” (Davi)
[nggallery id=693]

Descobrimos que o integral do grupo amarelo da professora Daiana, também está estudando este tema. Através de uma integração, resolvemos trocar experiências com a turma.
Eles nos ajudaram muito com nossa pesquisa e nos apresentaram o terrário que construíram.

[nggallery id=696]

Acompanhamos o processo de transformação da lagarta em casulo durante algumas semanas.
Na primeira semana que visitamos o terrário havia oito casulos e duas lagartas, já na segunda e terceira semanas no terrário havia nove casulos e uma lagarta somente.

[nggallery id=695]

Juntos, registramos tudo para que pudéssemos acompanhar o desenvolvimento delas.

[nggallery id=694]

Contribuímos e ajudamos o grupo amarelo dando nomes a cada casulo e lagarta.Chamamos as lagartas carinhosamente de: Linda, Fofinha, Roqueira, Neymar, Tchutchuca, Tchutchu, Andreia, Peperoni, Robô e Pipoca.

[nggallery id=697]

Será que a última lagarta virará casulo?
Quando os casulos irão transformar-se em lindas borboletas?
Aguardem os resultados deste projeto e das nossas próximas experiências!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *