1

Como todos da sala gostam de frutas, com certeza seria um tema bem interessante, porém a maioria deles não conheciam a melancia a não ser pelo suco. Nesse primeiro momento, disponibilizei a melancia no espaço educativo e com a turma reduzida deixei que explorassem. Assim surgiram diversas descobertas:

 “O que é isso?” (Leonardo)

“É uma Melancia!” (Sophie)

“É de comer, minha mãe sempre faz de café da manhã.” (Isabela)

“É melancia de verdade!” (Gabriela)

“A gente pode comer?” (Clara)

“Agora não, não tá abrida.” (Isabela)

[nggallery id=720]

Nesse momento, disponibilizei apenas a melancia na mesa, folhas e algumas cores de canetinha que se aproximavam das cores da fruta. Foi um processo muito interessante, pois cada criança reagiu de uma maneira, uma começou o desenho comparando a canetinha verde com a cor da melancia, outra observou a Melancia de diversos ângulos, trabalhando com o movimento corporal,  e por fim desenharam diversas Melancias em suas folhas.

[nggallery id=721]

Algo que me surpreendeu muito foi quando a aluna Nicolle, ao pegar a canetinha começou a traçar seu desenho na casca da fruta,  ao notar que seus traços não apareciam na casca finalizou seu desenho na folha.

[nggallery id=722]

 

No parque preparei um ambiente com uma colcha e somente a melancia entre nossa roda de conversa.  A partir dessa conversa muitas dúvidas foram aparecendo. A Professora Aghata nos contou que a turma dela está trabalhando com diferentes tipos de sementes, e a Márcia compartilhou uma receita deliciosa da fruta. Foi um diálogo muito construtivo.

“Alguém já conhecia a Melancia?”  (Sabrina)

“Na Itália na casa da minha Nona isso chama Cocomero”  (Sophie)

“E o que é a Melancia?”  (Sabrina)

“É uma fruta.”  (Sophie)

“A Magali que come bastante Melancia.”  (Leonardo)

“Nós comemos a Melancia assim?”  (Sabrina)

“Tem que cortar com a faca.”  (Leonardo)

“A gente não tem faca.”  (Clara)

“A gente pode ir na cozinha e pedir uma faca.”  (Luiza)

“Que cor é a Melancia?”  (Sabrina)

“A casca da melancia é verde mas a hora que abre ela é vermelha.”  (Leonardo)

“Não! A Melancia é laranja.”  (Isabela)

“Quando a gente abrir vamos ver se é vermelha ou laranja.”  (Leonardo)

[nggallery id=723]

Fomos até Ateliê para descobrir onde nasce a Melancia, pesquisamos diversas imagens de plantações e de colheita da fruta.

“Minha mãe já falou que nasce na horta.”   (Leonardo)

“A Melancia nasce no chão.”  (Eduarda)

“O homem corta o cabinho dela.”  (Luiza)

20

 

 

Fomos até a cozinha para provar a fruta. Fatiamos a Melancia e todos provaram, deixei um copinho para que pudessem separar as sementes para levar de presente para a turma da Professora Aghata.

[nggallery id=724]

 

Depois de provar a Melancia e separar as sementes, fomos levar para contribuir com a coleção.

[nggallery id=725]

Disponibilizei no refeitório a Melancia cortada ao meio, na mesa coloquei canetinhas de cores: vermelha, preto e verde escuro.

[nggallery id=726]

Fomos até a cozinha experimental para preparar um Ponche, junto com a Márcia.

[nggallery id=727]

Após o Ponche ficar pronto, preparei um ambiente e assim nosso momento além de delicioso, ficou lindo!

[nggallery id=728]

Para finalizar o projeto Cores, Aromas e Sabores, brincamos no tanque de areia com a casca seca. As crianças exploraram a casca de diferentes modos.

[nggallery id=729]

 

Professora Sabrina.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *