Os alunos estavam bastante empolgados com a viagem. Os olhares curiosos denunciavam a vontade de investigar as belezas de Paraty.

 

Ao desembarcar, divididos em grupos, puderam conhecer com os guias locais algumas curiosidades do centro histórico, além das tradicionais festas religiosas.

 

No dia seguinte partiram para a aventura em Paraty Mirim. Lá, embarcaram em baleeiras com destino ao Saco do Mamanguá.

Durante o percurso, os alunos ouviram explicações e curiosidades  sobre o lugar.

 

Para chegar à casa do simpático Almerindo – um paratiense que faz barquinhos de madeira para sobreviver – um grupo se aventurou numa caminhada na Mata Atlântica com seus guias, enquanto outro grupo seguiu pelo mangue e lá tiveram uma aula muito interessante sobre ecossistema.

 

No último dia, para encerrar o cronograma da viagem, os alunos fizeram um mergulho próximo a um costão rochoso para observar diferentes seres vivos que habitam o fundo do mar.

 

Certamente, os alunos do 7º ano retornaram de Paraty com muitas histórias para contar. Foi uma viagem incrível, que proporcionou uma experiência única e muitas aprendizagens!

 

Vejam as fotos a acompanhem um pouco de nossas experiências!

[nggallery id=232]

 

 

 

 

Ansiosos e esperançosos. Esse era o estado dos alunos do Fundamental II, à espera do grande resultado. O pátio lotado, o palco caprichosamente montado, visitas ilustres e inesperadas!

No dia 5 de outubro, o cenário preparado para a divulgação do resultado do I Desafio de Redação colaborou para tornar o evento ainda mais especial. Os pais dos vencedores foram secretamente convidados, o que emocionou ainda mais nossos hábeis escritores.

O Desafio elegeu quatro gêneros diferentes para cada ano, desenvolvidos a respeito de um único tema: a sustentabilidade. Relato pessoal foi o gênero desenvolvido pelo 6° ano; texto científico, pelo 7°; crônica, pelo 8° e conto social, pelo 9°. Escrever sobre esse tema tão atual, em 100 minutos, e ainda para tal evento exigiu habilidades acima daquelas experimentadas no dia a dia. Ótimo momento para destacar os que já dominam a arte da escrita. Um aspecto que dificultou ainda mais a redação foi o critério adotado para as correções: as produções do 9° foram corrigidas por um profissional que atua no Vestibular da Unicamp e as dez melhores dos demais anos, pelo assessor de Português, coordenador dessa área, no Colégio Móbile, Rogério Viana.

O I Desafio de Redação da Escola Villare elegeu:

  • ·         Melhor produção, dentre todas: escrita pela aluna do 7° ano, Beatriz Cavalli Ferrão, premiada com um tablet.
  • ·         Melhor do 6° ano: escrita pela aluna Beatriz Calheta.
  • ·         Melhor do 8° ano: escrita pela aluna Giovanna Moysés.
  • ·         Melhor do 9° ano: escrita pela aluna Lívia Leal Michilin.

Os destaques de cada ano foram premiados com um vale-presente da Livraria Saraiva.

            Parabéns aos participantes!

[nggallery id=215]

No torneio promovido pelo Colégio Santa Cruz de São Paulo, que contemplava a modalidade de Vôlei, nossa equipe da categoria pré-mirim masculina conquistou a 2ª colocação, vencendo o Colégio Estela por 3 x 1 e conquistando a medalha de prata.

 

Parabéns aos atletas, que jogaram com garra, dedicação e muito respeito pelos adversários!

 

Confiram algumas fotos!

[nggallery id=208]

 

Com bastante entusiasmo, os alunos do 6°ano saíram da Escola Villare rumo ao estudo do meio em Brotas, com direito a visitar a eclusa em Barra Bonita, participar de oficinas no Centro de Estudos do Universo (CEU), aprender como se produz iogurte e outros produtos derivados do leite em um laticínio e muito mais!

Durante esta viagem, puderam vivenciar experiências que, agora, constituirão rico material para aprofundar as discussões e produzir conhecimento.

Apreciem alguns momentos:

[nggallery id=200]

[nggallery id=201]

[nggallery id=202]

[nggallery id=203]

[nggallery id=205]

[nggallery id=206]

 

 

 

 

No dia 26 de julho, os alunos do 9°ano foram convidados a participar de uma roda de leitura no SESC – São Caetano do Sul. Trata-se do projeto São Paulo para Inglês ver. Os alunos, orientados pelo ator Eduardo Ramos, experimentaram diversos exercícios de leitura de importantes autores ingleses. O que nos causou satisfação foi perceber que, ao fim do Fundamental II, os alunos já haviam estudado muitos dos textos apresentados, como “Um conto de Natal”, de Charles Dickens, “Hamlet”, de Shakespeare, além de conhecerem os contos da Cantuária. Excelente momento !

[nggallery id=151]

 

Practicing English outside the classroom is always fun! Last week, the 7th grade students had the chance of using their knowledge about sports at Decathlon (São Bernardo do Campo).

There, students looked for items on sale, checked the price of sports equipment and, of course, used English!

After returning to school, they produced advertising flyers for a sports store.

Check out some photos!

 

Praticar Inglês fora da sala de aula é sempre divertido! Semana passada, os alunos do 7º ano tiveram a chance de usar seu conhecimento sobre esportes na Decathlon (São Bernardo do Campo).

Lá, os alunos procuraram itens em promoção, checaram preços de equipamentos esportivos e, é claro, usaram Inglês!

Ao retornarem para a escola, produziram panfletos para uma loja de esportes.

Confira algumas fotos!

[nggallery id=145]

No dia 31 de maio, o fim de tarde ficou mais agradável e caloroso com as muitas apresentações de alunos e professores, que marcaram presença maciça no Sarau deste ano.

Nesta edição, o tema escolhido foi “O Tempo”. Com repertório variado, desde leituras de poemas, músicas em inglês e espanhol e apresentações instrumentais com violino, teclado e violão, contamos também com a apresentação da mais nova banda da Escola Villare “The Golden Ostrich”, que encerrou o evento num clima de muita alegria e descontração.

Os professores também realizaram apresentações de música, fizeram leitura dramática e recitaram poemas de sua autoria e de grandes poetas.

Parabéns a todos por mais um Sarau da Escola Villare. Um evento em que música, teatro e poesia têm lugar garantido! Confiram, além das fotos, um trecho do texto escrito pela professora Simone Jorge para a abertura do Sarau:

Os ponteiros anunciam a hora de acordar. Que seus olhos se abram para o novo e que as lembranças – traço mais bonito e bondoso do tempo – soem como uma inesquecível canção de ninar”. 

[nggallery id=141]

 

 

Nos dias 09 e 16/05, a equipe de Handebol Mirim Masculino da Escola Villare conquistou a 2ª colocação no torneio promovido pela Escola da Vila – SP.

 

Após disputarmos 2 jogos chegando à final contra o Colégio Santa Cruz, encerramos a partida com o placar de 7×10.

 

Parabenizamos todos os alunos que tiveram um ótimo desempenho e jogaram com muita garra!

 

 

Aproveitamos para agradecer aos familiares que prestigiaram e incentivaram nossos jogadores!

 

 

Confiram algumas fotos!

[nggallery id=133]

Em maio, os alunos do 6°ano puderam viajar em “As aventuras de Tom Sawyer”, de Mark Twain. Foi o esperado “Dia da Almofada”, na aula de Português. É impressionante como há personagens da literatura universal que são inesquecíveis e encantadores. Tom Sawyer, sem dúvida, é um deles.

Órfão e criado por Tia Polly, vive envolvido em peripécias e representa mistura de traquinagem e doçura. Eis o seu encanto.

Mas, além de o romance ser lido por crianças do mundo inteiro, graças ao fascínio que a narrativa exerce, a obra lida pelo 6° ano possui um item apaixonante: vem em forma de HQ, um dos gêneros estudados no trimestre. Uma excelente maneira de garantir ótima leitura!

[nggallery id=132]

“Garantir a existência de um ambiente sadio para toda a humanidade implica uma conscientização realmente abrangente, que só pode ter maturidade através da educação ambiental”

Aziz Ab´Saber

Com o objetivo de provocar a reflexão sobre o tema preservação ambiental/desenvolvimento sustentável, os alunos do 8°ano fizeram uma viagem ao PETAR (Parque Estadual Turístico do Alto do Ribeira).

O local é um importante centro receptivo de turismo ecológico, devido ao fato de possuir um dos maiores patrimônios espeleológicos do Brasil e sua área encontra-se localizada em duas cidades – Apiaí e Iporanga. O seu entorno abriga comunidades tradicionais que fazem do turismo sua principal fonte de renda.

Além de visitar as cavernas, os alunos tiveram a oportunidade de conhecer a comunidade quilombola de Ivaporonduva. Na visita, participaram de seu cotidiano e observaram seus conhecimentos com a terra, a caça e a cura através de suas ervas medicinais.

Vejam as fotos desta aventura.

[nggallery id=108]