Desde o berçário e a Educação Infantil a agenda é incorporada ao material dos alunos da Escola Villare. Nesta fase a agenda cumpre o papel da comunicação escola-família, informando qualquer ocorrido com o aluno. Os pais a utilizam para comunicar ou orientar sobre procedimentos a serem cumpridos com seu filho.

A chegada ao Ensino Fundamental I agrega à importância da agenda, a responsabilidade do aluno em fazer as anotações das lições de casa. O professor propõe uma tarefa, os alunos anotam no mesmo dia.

À medida que os anos passam, as relações dos alunos com a escola se tornam cada vez mais complexas. O número de tarefas e compromissos cresce exponencialmente e chega um momento em que não se pode depender apenas da memória para controlar os prazos. A utilização adequada da agenda passa a ser, então, fundamental para a organização pessoal e escolar de todos. Na agenda pode-se escrever o que devemos lembrar de fazer no futuro, coisas que marcaram o nosso dia, ou ainda, relembrar situações que ocorreram no passado. Tudo fica registrado. De forma organizada, as datas e horários são administrados eficientemente.

Com o excesso de atividades da vida moderna, as agendas  além de ganharem extrema importância, estão hoje mais sofisticadas. Podem ser encontradas em diversos modelos, de papel, eletrônicas e virtuais, como é o portal da escola. Este cumpre um papel auxiliar na organização dos alunos, que devem aprender a se organizar com suas próprias agendas, de maneira que saibam no futuro administrar sozinhos seus compromissos, com responsabilidade.

Alguns procedimentos de uso da agenda mudam no decorrer da vida escolar, ao chegar ao Ensino Fundamental II, estabelece-se uma nova forma de utilização. Aí vão algumas dicas importantes:

  • Identificar a agenda com nome completo, série, outros;
  •  Cuidar bem da agenda;
  • Usá-la para marcar os compromissos  escolares;
  • Trazer a agenda todos os dias para a escola;
  • Anotar todas as tarefas dadas pelos professores;
  • Anotar os compromissos no dia marcado para entrega da tarefa;
  • Lançar na agenda todos os compromissos, sem exceção. De nada adianta ter uma agenda em funcionamento se você ainda precisar se lembrar de compromissos que ficaram de fora;
  • Agendar os novos compromissos assim que surgirem. Se for esperar para colocá-los na agenda apenas no final do dia, por exemplo, correrá um grande risco de esquecer alguma coisa e perceber o fato apenas após ter perdido o compromisso;
  • Fazer anotações  compreensíveis;
  • Fazer uma letra legível;
  • Cuidar da organização gráfica, ocupando os espaços em forma de listas ou colunas, para não confundir as anotações;
  • Olhar sempre as anotações da semana toda, para melhor distribuí-las no tempo disponível;
  • Fazer marcações do tipo “OK”,  ou “FEITO”, para identificar as tarefas já realizadas.

Publicado por Marcia Zaborowsy

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *