By means of its bilingual methodology (IEM – Integrated English Methodology), Escola Villare creates opportunities for students to participate in projects that focus not only on the language learning, but also on contents from the different areas in English. This methodology raises the possibilities of development and mobility in diverse contexts in the real world.

Therefore, English Experience was created with the aim of valuing education in and through English, expanding students’ experience in the additional language with activities and games and creating new opportunities for discussion and reflection in that language.

On March 12th, students from Ensino Fundamental 1 participated in the first English Experience. By going through circuits, group challenges, storytelling, games and arts activities, they could put their knowledge into practice besides reflecting on subjects related to well-being.

A Escola Villare, por meio de sua metodologia bilíngue (IEM – Integrated English Methodology), cria oportunidades para que os alunos participem de projetos que focam não só na aprendizagem da língua em si, mas também de conteúdos das diferentes áreas em inglês. Tal metodologia amplia as possibilidades de desenvolvimento e de mobilidade nos mais diversos contextos no mundo real.

A English Experience surge, assim, com o objetivo de valorizar a formação em e por meio do inglês, ampliando as vivências dos alunos na língua adicional com atividades e brincadeiras e criando novos espaços de discussão e reflexão nessa língua.

No dia 12/03, nossos alunos do Ensino Fundamental 1 passaram por sua primeira English Experience. Com circuitos, desafios em grupo, leituras, jogos e atividades artísticas, eles puderam colocar seus conhecimentos em inglês em prática, além de refletir sobre assuntos relacionados ao tema bem-estar.


 

O Dia Internacional da Mulher é uma oportunidade de reflexão sobre as conquistas femininas na história e reconhecimento da luta diária de mulheres inspiradoras. Perguntamos às alunas da Escola Villare “O que é ser mulher?” “Quais mulheres te inspiram?”. 

“Um dia vamos acordar e ver todas as meninas, no Brasil e no mundo, na escola. Sem medo de estudar, com educação de qualidade (…). E podendo sonhar com o que quiser – ser médica, policial ou qualquer outra coisa”. Malala Yousafzai 

Confira no vídeo nossa forma de agradecimento para tantas mulheres que fazem a diferença no dia a dia da nossa Escola.

A música do Batuntã, criada em nossa escola, acordou nosso corpo para os ritmos que formam a cultura brasileira. O maracatu, o afoxé e o baião trouxeram uma sonoridade e um gingado inicialmente desconhecidos, mas que corporalmente estão presentes em nosso imaginário.

Assim, nossos alunos, desde as crianças do berçário até os adolescentes do ensino médio,  foram surpreendidos e convidados a deslocar o olhar e os ouvidos ao  encontro do sensível, vivenciando uma experiência estética.

Essa vivência tão genuína marca a abertura da Agenda Cultural Villare, ação que visa fortalecer a cultura como um meio de formação do ser humano criativo. Confiram, semanalmente, outras ações e ajudem a fortalecer nossa fome e sede por arte!

No sábado, dia 21 de maio, realizamos os jogos Interclasses para as turmas de 6º e 7º ano, no espaço Poliesportivo e Cultural da Escola Villare.

Foram 121 alunos participantes das competições nas modalidades de Vôlei feminino, Futsal masculino e Dodgeball misto.

Os alunos organizaram os times, estratégias, táticas de jogo e as substituições. Os jogos foram realizados com muita garra e determinação.

As torcidas tiveram uma importância muito grande nos resultados dos jogos, sempre motivando, incentivando e divertindo seus colegas participantes. 

Além de incentivar a prática esportiva e estimular a cooperação entre os alunos, os jogos promoveram trabalho em equipe, momentos de descontração e muita diversão entre os colegas.

Parabéns a todos os alunos e envolvidos que tornaram este evento um sucesso!

 

Have you ever thought about preparing a presentation about other subjects in English? Our High School students had this opportunity in a project carried out in ELA classes. After studying about Physics, Biology, Chemistry, Physical Education among other subjects in IPE classes, they were invited to talk about their favorite topics in interactive presentations. We hope you enjoy them as much as we have!

Já pensou em preparar uma apresentação de outras disciplinas em inglês? Nossos alunos do Ensino Médio tiveram essa oportunidade em suas aulas de ELA. Após estudarem sobre Física, Biologia, Química, Educação Física e outras disciplinas nas aulas de IPE, os alunos foram convidados a apresentarem, de forma interativa, seu tema favorito. Esperamos que gostem, assim como nós gostamos! 

Os  6º anos fizeram uma imersão no mundo da arte na visita que aconteceu ao Museu de Arte Contemporânea. Dentre tantas obras, as turmas observaram as diferentes materialidades, as linguagens artísticas e as variadas formas de expressão utilizadas pelos artistas. Durante todo o percurso foi possível despertar o interesse e a vontade do saber entre os alunos, que puderam de forma natural vivenciar a cultura e a arte no mesmo espaço.”

Nos dias 27 e 28 de abril, retomando nossos Estudos do Meio, os alunos do 4º ano visitaram o Museu Afro Brasil – um espaço histórico, artístico e etnológico, voltado à pesquisa, conservação e exposição de objetos relacionados ao universo cultural do negro no Brasil. 

Os alunos tiveram a oportunidade de observar, por meio do acervo, que os africanos contribuíram com inúmeros conhecimentos relacionados ao universo do trabalho, com a culinária e com a arte presente em nossa cultura. 

Com essa visita, os alunos iniciaram o percurso de investigação sobre a cultura africana e as observações realizadas e compartilhadas nas aulas, serão de importante apoio aos estudos sobre os primeiros episódios da História do Brasil: a chegada dos portugueses em 1500, o início da colonização e a escravidão. 

Visitar um museu é sempre um convite à pesquisa!

Na Escola Villare, as crianças de zero a dois anos de idade, exploram a motricidade livre durante as brincadeiras, seja no parque, quintal, espaço educativo ou  circuitos preparados especialmente para os pequenos. 

Mas o que é a motricidade livre? É um pilar importante na abordagem Emmi Pikler, que indica possibilidades para o bebê se desenvolver de maneira natural , passando por todas as etapas do desenvolvimento infantil.

A criança bem pequena tem condições de atuar sobre seu próprio corpo, desenvolvendo sua autonomia gradativamente, dessa forma ela aprende sobre seu corpo neste contato com o meio, fazendo tentativas e “investigando” em que postura ficar, como se deslocar e para que direção seguir. 

Nesta faixa etária, o bebê está em constante movimento, seja de forma ocasional ou intencional,  por isso é  fundamental para seu desenvolvimento promover experiências motoras como rolar, rastejar, engatinhar, caminhar, entrar, sair, subir, descer, pular e saltar, possibilitando momentos prazerosos de escolhas e respeito ao tempo e limitações individuais.

O olhar atento do educador é fundamental neste processo, respeitando o tempo de cada criança e compartilhando com as famílias a importância do cuidado e segurança afetiva para que possam se desenvolver com autonomia e satisfação pessoal.