Visitando os dinossauros – Inglês 4º ano Integral

Vivência de inglês do integral do 4° ano da tarde
Por: Bárbara Foster

Nos momentos de vivência do inglês no integral, o quarto ano pode fazer uma viagem no tempo e visitar os primeiros habitantes do nosso planeta: os Dinossauros. Tendo como ponto de partida um caça-palavras com os diferentes tipos de espécie de dinossauros, as crianças se divertiram na busca pelas espécies. Trabalharam a concentração e o poder de visualização, além de aprenderem palavras novas.

Com um repertório maior de nomes de dinossauros, as crianças puderam se divertir na hora e comparar as habilidades deles: “O velociraptor é muito mais angry do que o brachiossaurus”, disse Kevin, já o Felipe mostrou sua preferência pelo temido Tiranossauro Rex :“O T-Rex é o meu favorite dinosaur porque ele é strong, angry e todo mundo respeita ele. Ele era o king dos dinosaurs.”

O segundo momento do projeto levou os alunos para frente da telinha do computador, onde aprenderam a realizar pesquisas em diferentes sites que eu indiquei. Tópicos como: food, habitat, size, entre outros, foram muito explorados. As crianças gostaram muito de fazer sua própria pesquisa, construindo assim seu próprio dossiê de pesquisador.

Depois de realizada a pesquisa, os alunos estavam muito ansiosos em compartilhar o que haviam descoberto: “Os horns do Triceraptor são muito duros. Ele derrubava muitas trees com seus horns”, foi o que descobriu o Arthur. João Pedro contou para a classe que “O Dilofossaur é da mesma Family dos Velociraptors”. O Enzo disse em uma das vivências: “Teacher, eu li no book que os velociraptor caçam com os brothers and sisters.”

1

Um dos momentos mais legais desse projeto foi a ida até a sala de possibilidades, lá eles se dividiram em pequenos grupos e tiveram o desafio de escolher uma das espécie de dinossauro e recriá-la, utilizando apenas alguns elementos da natureza. Com isso, as vivências de língua inglesa no período do integral visam proporcionar não somente momentos lúdicos, cujo foco concentra-se no ato de brincar, mas também visam ampliar o repertório das crianças de maneira a desenvolver pequenos projetos pensados e articulados de acordo com os interesses de cada grupo. Muito mais do que aprender palavras ou estruturas novas em uma segunda língua, queremos naturalizar o uso do Inglês de maneira a envolver cada vez mais nossos pequenos nesse novo universo linguístico a ser descoberto.

1 responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *