_a

I Encontro Cultural 2017

Para o I Encontro Cultural deste ano escolhemos a Natureza como protagonista. O Grupo Verde da Professora Edcleide abriu o momento com a apresentação da música “O menino e o mar”, convidando a todos para embarcarem nas vivências.

Para as crianças, a Natureza se mostra de muitas maneiras: na germinação de uma semente, nos detalhes de uma planta, no desabrochar da flor, nas cores da terra, na textura da argila e da areia, no barulhinho da chuva, nos aromas das frutas, nos caminhos da água, nas características de alguns animais, no “encontro” com a floresta, nas possibilidades com as sombras.

Elementos que se entrelaçaram nas mãos de crianças e adultos e se transformaram em verdadeiros presentes naturais!

Para finalizar, o grupo de música “Barulhinho bom”, composto por educadores e familiares das crianças, apresentou a música “Sombra boa”.

destaque

Uma manhã de encontros e Contrapontos!

O Grupo Verde, da Professora Aghata, foi à Pinacoteca Municipal visitar a Exposição Contrapontos. O momento além de encantar as crianças foi uma oportunidade para conhecer novos artistas e seus diferentes estilos, ampliar a cultura, ter noções de estética e analisar os elementos da linguagem visual, como formas, cores, texturas, traços e pontos.

As crianças também entenderam a postura necessária para explorar o espaço, sem interferir na organização e nos cuidados com as obras.

Com base nas vivências em sala de aula, elas compartilharam suas pesquisas e experimentações e também questionaram sobre os artistas apresentados.

“Esse quadro é do Miró? Porque lembra a pintura dele esse desenho!” (Rafael)

“Essa obra não parece com a do Pollock, mas a técnica sim, porque ele também faz suas obras no chão!” (Ricardo)

A cada obra e a cada explicação… Olhos, ouvidos, mãos e pés mostravam-se atentos e curiosos!

As crianças ainda usaram a imaginação e criaram figuras inspiradas na obra “O gato” de Aldemir Martins.

O passeio foi enriquecedor para o desenvolvimento do olhar e da sensibilidade das crianças. A Arte tem a capacidade de despertar a imaginação e estimular a criatividade.

destaque

Ações Solidárias – Um bom caminho para as parcerias

Quando pensamos em ajudar o próximo, geralmente nos deparamos com a questão “falta de tempo” e acabamos deixando para depois. A verdade é que, muitas vezes, uma boa organização nos permite encaixar atos solidários no meio do nosso dia.

A Escola Villare se organizou e realizou duas ações solidárias ao mesmo tempo! Uma envolveu todos os funcionários, e a outra o Integral do Verde – manhã, da Beatriz. Ambas tiveram o mesmo destino: a Creche João XXIII, localizada na divisa de São Caetano do Sul com Santo André, com a qual a Villare já fez parcerias. Com os funcionários arrecadamos alimentos não perecíveis.

Com as crianças o trabalho foi um pouco mais extenso. Todo final de ano organizamos os materiais que estão em bom estado para que no ano seguinte sejam doados. Neste ano, envolvemos as crianças nessa ação.

Num primeiro momento elas separaram os materiais em caixas. Durante uma conversa quiseram enfeitar as caixas, pois como se tratava de presente tinha que ter uma embalagem bonita. Em todas as etapas dessa preparação as crianças colaboraram em grupos, e todo o trabalho foi igualmente valorizado.

 

Depois de tudo organizado chegou o dia de entregar as doações. E os educadores do Grupo de Responsabilidade Social da Escola – FORMAÇÃO – foram juntos com as crianças até a Creche João XXIII.

Às vezes tentamos com palavras transmitir o momento… Mas as imagens contam melhor sobre os olhares e os sorrisos que brotaram nesta vivência. Vejam as fotos!

a (1)

Apreciação Musical: Chorinho – Um chorinho bom!

Tudo começou com um convite…

Uma caixa… Uma música… Um encontro especial!

As crianças e os funcionários foram convidados para uma apresentação de chorinho.

No dia marcado, um momento diferente, um ambiente acolhedor, com flauta e violão, em contracanto, embalados pelo pandeiro num ritmo encantador.

O chorinho deu sua graça aqui no infantil e, juntos, apreciamos as melodias mais belas e conhecidas de todo o Brasil.

Todos ficaram maravilhados com o som suave da flauta transversal. Cantamos, dançamos, ouvimos e nos envolvemos neste belo momento musical.

 

IMG_0851 (960x1280)

Protegido: Na arte também tem matemática! – Grupo Azul – Profª Michelly

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:

IMG_7424 (1280x891)

É Carnaval na Educação Infantil

Os alunos da Educação Infantil brincaram na festa popular mais tradicional do Brasil, o Carnaval.

Foi um dia cheio de cores, alegria e criatividade.

Durante a semana, as crianças conheceram as características culturais do Carnaval de diversas regiões do nosso país, os tradicionais Bonecos Gigantes de Olinda, o Frevo do Recife, o Maracatu e o Galo da Madrugada, os Blocos da Bahia e Minas Gerais e as representações do Samba em São Paulo e Rio de Janeiro. Essas manifestações culturais ganharam destaque nos adereços construídos pelas crianças.

Divirta-se com as imagens!

Venda (15)

É dia de feira! – Grupo Verde Manhã

Quem já foi à feira?

O que vende na feira?

O Grupo Verde preparou uma feira a partir de vivências que trouxe para a escola.

A barraca mais comentada entre os alunos foi a do pastel… Falaram dos sabores e das preferências de cada um.

Mas ninguém se esqueceu do colorido e do sabor das frutas!

Por isso, na Feira do Grupo Verde além da barraca de pastel, de queijo e de “vento”, (como eles denominaram), com suco, teve também a barraca de salada de frutas.

As crianças se deliciaram, tiveram contato com valores, usaram dinheiro “de mentirinha”, para as compras, e arriscaram alguns cálculos.

05_Verde (14)

Momentos da Adaptação – Educação Infantil

A escola é um lugar recheado de outros lugares, de culturas diversas, de histórias, de surpresas!

Nestes primeiros dias de adaptação a criança amplia suas relações, do meio familiar para o coletivo, e assim constrói e reconstrói vínculos.

A criança cria gradativamente uma memória afetiva incluindo todos que fazem parte do seu dia-a-dia, mas também traz uma memória de casa, de familiares e objetos significativos. Por isso, a presença de um familiar nessa etapa, para as crianças menores, é bem importante.

Tranquilizar as famílias de que a adaptação é um processo e que cada criança tem seu tempo, é fundamental para um bom resultado.

Selecionamos momentos que revelam essas relações e muitas descobertas!

IMG_9204 (Copy)

II Encontro Cultural – Educação Infantil

Realizamos, no dia 22 de outubro, o II Encontro Cultural de 2016: “Desvendando os mistérios das ciências” através do olhar das crianças.

Diálogos, misturas de líquidos, reflexos, fenômenos da natureza, absorção, manipulação de diferentes tipos de massas, observação dos hábitos de pequenos bichinhos, a maravilha das bolhas de sabão, que se deslocavam com o vento, misturas de materiais, que resultaram em diferentes tipos de tintas, colas e papéis. Enfim, vivências que favoreceram o vínculo entre a experiência e a construção do conhecimento científico.

As famílias se aproximaram das propostas e vivenciaram experiências e descobertas com as crianças e toda a equipe pedagógica, gerando contribuições significativas para os processos vividos na Educação Infantil.

IMG_5322 (1024x683)

Noite na Villare – Grupo Verde

No dia 07/10, sexta-feira, preparamos uma noite especial!

Crianças e familiares foram recepcionados, no parque, pelos professores de Musicalização num ambiente cuidadosamente elaborado.

As crianças participaram de brincadeiras, na quadra, num clima de muita diversão.

E então, uma surpresa no Espaço de Criação! O Grupo de Teatro apresentou a peça – “Memórias, a cor do Verde”. A encenação valorizou diversas passagens e acontecimentos, com o Grupo, durante este ano.  Uma homenagem ao público tão especial: As crianças!

Antes de dormir… Leite com bolachas! Depois, todos de pijama, deitados, curtindo um filme. Ah! E guerra de travesseiros!

E então… Hora de descansar!
No dia seguinte, um café da manhã encerrou a animada programação.