O “grand finale” de nossas férias!

Fizemos lindas criações explorando nossos sentidos! Diferentes cheiros, gostos, cores e texturas tomaram conta de nosso ateliê e nos renderam uma experiência muito divertida.

Na última culinária coletiva, os CupCakes da Doceria Dourada foram um sucesso.
Qual é o seu pedido?
As caldas de frutas são a especialidade da casa!

Cantigas, brincadeiras de mão, de escolha e de roda, compuseram o momento de brincar sem brinquedo. Brincadeiras antigas e novas fortaleceram o vínculo entre as crianças e adultos.

Na quarta-feira, descobrimos que pensar em um lanche saudável pode ser bem divertido. O jogo Master Chef Nutricional, possibilitou um momento muito alegre e de cooperação entre equipes enquanto conhecíamos um pouco mais sobre como se alimentar de forma saudável.

“Benvenuto” Grupo Verde! Tivemos visita em nosso almoço italiano!!
Macarrão colorido com legumes, foi o prato principal. E “Mangia che te fa bene”!

E o final que todos esperávamos: a apresentação surpresa dos colaboradores da Villare! Os funcionários se mobilizaram para presentear as crianças com uma apresentação muito divertida e como resultado tivemos muitos sorrisos e gargalhadas.

Imaginamos e brincamos muito nesse mês de julho, e esperamos que a alegria cultivada nessas férias promovam um novo semestre de muitas conquistas. Até a próxima!

Que tal um pouco mais sobre nossas férias?

A terceira semana de férias proporcionou experiências muito divertidas!

Iniciamos a construção de um novo espaço de horta e, desta vez, uma horta vertical com materiais recicláveis. Estamos elaborando um sistema que melhor aproveite a água da regagem. É um desafio, mas com alegria garantida!

Sabe aquele ditado “Quem canta…seus males espanta”?

Descobrimos que “Quem canta… se diverte” e muito!

Um karaokê muito animado preencheu nossa terça-feira com um repertório de músicas nacionais e internacionais, além de muitas risadas e palmas.

E não foi apenas a cantoria! Teve também um lanchinho dos bons. A culinária coletiva desta semana aconteceu na brincadeira de Pizzaria.

A “Pizzaria custa Caro, mas detalhe, é barato!” foi inaugurada com muito sucesso. Nela, as crianças colocaram a mão na massa para produzir todas as etapas da pizza. Fizeram a massa caseira, abriram com os tradicionais rolos, fizeram um com tomates fresquinhos e colocaram os recheios. Também trabalharam na parte comercial elaborando a propaganda e flyers. Nesta Pizzaria o delivery era pedido por um telefone de verdade e os pedidos entregues com caixas de motoboy de sala em sala.

Vai uma Pizza aí? Vai de brinde muita diversão!

No dia em que a cozinha se tornou nosso novo laboratório, fizemos experimentações com um alimento muito curioso: a gelatina.

Com luzes, cortes e cores fizemos descobertas sobre esse material que é bem diferente. Depois, preparamos para o lanche um pouco desse alimento de um modo nada tradicional, reaproveitamos as cascas das fruta do suco do dia para fazer nele nossa gelatina e, depois, comê-la direto nas cascas de maracujá e de melancia. Vale a pena experimentar!

Quinta foi dia de almoço especial e, nesta semana, as saudações no nosso “Restaurant” eram de “Bon appétit”, pois estávamos na França! Um país que, além de lindo e rico em cultura, foi o local em que se iniciaram muitos movimentos artísticos. As crianças se inspiraram em vários destes movimentos para produzir obras que decoraram o ambiente. A sobremesa foi um crepe francês delicioso.

Na Caça ao Tesouro pistas e rimas foram espalhadas por toda escola.

“Tenho a cor da zebra e meu cavalo um L faz”, onde estava a primeira pista? Se pensou na mesa de xadrez, acertou! Depois de uma brincadeira em equipes, a turma encontrou um tesouro que continha uma mensagem de felicitação pela diversão, além de um quitute delicioso.

Para encerrar a semana, tivemos um delicioso Piquenique. O sol que esquentou um pouquinho nossa tarde, coloriu o ambiente e pudemos desfrutar da companhia uns dos outros. Ao longo do dia tivemos muitas brincadeiras pela escola.

E não acabou! Na próxima semana ainda tem muito mais e com um “grand finale”.

 

A diversão só aumenta em nossas férias!

A segunda semana de férias foi de muito agito e criatividade.

Tecidos ganharam vida ao serem transformados em personagens e outros objetos para fomentar as brincadeiras.

Na terça-feira a arte ultrapassou a largura e altura e ganhou profundidade!

Utilizamos diferentes materiais para realizar criações 3D. Neste dia, tivemos brincadeiras deliciosas. Para a culinária especial, as crianças organizaram o cenário de uma lanchonete e ofereceram sanduíches uns para os outros.

No faz de conta, o frio não impediu brincadeiras com bola e, muito menos, que a sorveteria fizesse sucesso.Também os animais receberam cuidados mais que especiais no consultório veterinário.

O almoço especial desta semana levou nossas crianças para o  outro lado do mundo: o Oriente. Eles produziram uma decoração típica, inclusive mensagens positivas para biscoitos da sorte.

“Abracadabra, sim sala bim” e outras palavras auxiliaram nossos mágicos no show que prepararam. Palmas, risadas e pipoca marcaram as apresentações.

É mês de julho, sô! E para encerrar a semana o nosso arraiá de férias coloriu a escola e proporcionou muitos sorrisos.

Na próxima semana teremos momentos especiais com música, cultivo, experimentações, culinárias e muito mais.

Aguardem notícias, serão momentos especiais!

 

Diversão nas férias

Propostas de valorização da imaginação e do brincar estão proporcionando muita diversão em nossas férias.  Uma deliciosa e colorida festa, criações com terra, esportes e brincadeiras populares como ioiô, pião e taco deram início às vivências que teremos ao longo do mês de julho.

O clima é de muita alegria por toda parte!

Exposição temporária de brinquedos e brincadeiras

O que é memória? O que você guarda na memória? Estas entre outras perguntas serviram de ponto de partida para que os alunos do 2º ano entendessem o valor dos documentos históricos através dos brinquedos de suas famílias.

Para expressar esse conteúdo organizaram uma exposição temporária em que selecionaram brinquedos para o acervo da exposição, estabeleceram critérios para a escolha das peças que fariam parte da coleção e escreveram as fichas técnicas de cada brinquedo levando em consideração o ano, fabricante e também uma memória afetiva relacionada ao brinquedo. Os alunos também pesquisaram as brincadeiras de seus pais, conhecendo um universo diferente do que vivem atualmente.

Durante o percurso de estudo as crianças compreenderam que os brinquedos revelam um tempo, um modo de ser e as memórias vividas, desta forma a exposição além de valorizar o objeto ela também resgatou a importância da experiência vivida.

Para saber mais, visite a Exposição temporária de brinquedos e brincadeiras no Museu Histórico Municipal situado na Rua Maximiliano Lorenzini, 122 – Bairro Fundação.

Clique aqui e acesse o catálogo de brinquedos.

Nas noites árabes…

No projeto “Nas noites árabes” os alunos entraram em contato com diferentes contos árabes e analisaram suas características, ampliando seu repertório de contos conhecidos.

Conhecer diferentes culturas é importante para quem está tratando de entender o mundo em que vive. Desta forma, este trabalho permitiu aos alunos perceberem que diferentes costumes e valores têm sua razão de ser em determinados contextos históricos e sociais. Ampliaram assim, a visão sobre o mundo e aprenderam a respeitar tais valores.

Aos alunos, foi contada a história de Sherazade, esposa do sultão mais temido da literatura, porque se casava e matava a esposa no dia seguinte. Quando chegou a vez de Sherazade, ela, muito esperta, começou a lhe contar histórias, uma por noite, interrompendo a narrativa no momento mais curioso. Assim, ele acabava por não matá-la, pois queria ouvir o final no dia seguinte. Isso durou mil e uma noites…

O desafio dos alunos foi produzir mais um conto que poderia integrar esta coletânea, considerando as características deste gênero narrativo.

Em paralelo, realizaram leituras a respeito dos lugares, povos árabes, cenários, personagens, com vistas à ampliação do universo cultural e contextualização das narrativas, além de valorizarem a oralidade como forma de transmissão de saberes por meio de seus contos.

Nos dias 26, 27 e 28 de junho, os alunos receberam familiares e amigos em um espaço especial, com tecidos, luzes e objetos que remetiam às noites orientais para compartilhar o produto final deste projeto, um belo livro de contos de autoria.

Quem me navega é o mar…

O Projeto Arte-Ciência integra diferentes áreas do conhecimento na resolução de desafios relacionados a um mesmo tema. Divididos em pequenos grupos, os alunos têm como objetivo o desenvolvimento de habilidades através de propostas que instigam pesquisas e descobertas.

O tema “Quem me navega é o mar” foi uma forma poética de despertarmos a curiosidade das crianças para os desafios que seriam propostos.

Diferentes materiais e experiências promoveram o encontro da criança com a pesquisa científica, a tecnologia e o universo poético trazido pelo mar, que serviu de disparador e provocador de ações cênicas, permitindo improvisos e diversas criações de personagens, lugares e situações.

Ampliaram o repertório de cantigas, literatura e brincadeiras, além de produzirem arte utilizando a linguagem corporal e visual a partir das sensações e inspirações que o tema proporciona.

Para a aula aberta selecionamos algumas produções para apresentar às famílias: pinturas de mapas, instalações, constelações de led, a narração do um conto tradicional brasileiro, “O pescador, o anel e o rei” utilizando técnicas teatrais e uma cantiga de Dorival e Caymmi, “O mar”, na qual é possível apreciar que a canção se movimenta como ondas em variações constantes de acordo com a história cantada.

 

3º Etapa – Tênis de Mesa – Circuito Escolar

Nossos atletas de Tênis de Mesa participaram da 3º etapa da modalidade no Circuito Escolar, que foi realizada no dia 03 de junho de 2017.

Confiram abaixo os resultados:

  • Rian Fonseca Cabaleiro (Cat. Sub 09 masculino) – 1º colocado – série prata
  • Maria Clara Talavera (Cat. sub 11 feminino) – 3º colocado – série ouro.
  • Arthur Dias Bonavolonta (Cat. Sun 11 masculino) – 1º colocado – série prata

Parabenizamos os atletas pelo empenho e seriedade com que participaram da competição.

Já iniciamos a preparação para a 4º etapa, que acontecerá no segundo semestre. Aguardem notícias.

VIII Festival de Tênis de Mesa

No dia 20 de maio foi realizado em nosso Espaço Poliesportivo o VIII Festival de Tênis de Mesa da Escola Villare. O evento contou com a participação de nossos alunos e convidados do Círculo Italiano de São Caetano do Sul.

Cerca de 75 alunos participaram dos jogos, que foram disputados em diversas categorias, divididas por faixa etária e nível técnico.

Depois da premiação dos alunos foi realizado o “momento do desafio com os pais”, quando os participantes deveriam devolver um saque do Prof. Nelson.

Os vencedores do desafio foram premiados com uma bola de tênis de mesa.

Parabéns a todos os alunos e pais pela participação no evento!