De onde vem a água? – 4º Ano C – Prof.ª Juliana

Neste trimestre o 4º ano está pesquisando de onde vem a água. Para começar essa investigação, iniciamos com algumas perguntas:

 

“Por que a água do mar é salgada?”

“É possível separar o sal da água?”

 

Várias hipóteses foram levantadas pelos alunos e nada melhor do que testá-las no Estúdio de Pesquisa com a professora Janaína.

Após os testes e as observações, os alunos concluíram que a única forma de separar o sal da água é aquecendo-a. Foi muito interessante presenciar as expressões de admiração ao verem que uma das hipóteses levantadas estava correta.

Ao final desses testes, a professora Janaína lançou uma nova pergunta: “Se a água passou para seu estado gasoso, ou seja, evaporou, como fazer para que volte ao seu estado líquido?”

Novas hipóteses foram levantadas e um novo experimento realizado. Desta vez, mostrando que, quando a água em forma de vapor entra em contato com uma superfície fria, ela se condensa, voltando ao seu estado líquido.

Os alunos aprenderam a registrar tais experimentos em forma de protocolos, que são procedimentos de cientista. Através deles é possível reproduzir e compreender como a pesquisa está sendo conduzida.

Continue acompanhando nosso processo de investigação. Afinal, novas perguntas vêm por aí!

Como os alunos aprendem a tabuada – 4º Ano E – Prof.ª Gisele

Já sabemos que aprender a tabuada é um conhecimento fundamental quando estudamos a multiplicação.

Ter a tabuada na memória libera o aluno para se preocupar com outros desafios, além de agilizar o cálculo.

Mas como aprender?

Antes de decorá-la, os alunos aprendem a tabuada por meio de atividades que mostrem a relação entre os números e as propriedades da multiplicação. Em nossas aulas, temos uma aliada: a tabela de Pitágoras.

Ela facilita uma visão geral dos resultados, o que é uma vantagem sobre as tabuadas organizadas em listas e colunas. Também possibilita os alunos estabelecerem diversas relações, já que todos os produtos das multiplicações básicas estão ali.

A partir dela, discutimos algumas regularidades que ajudam a memorizar os resultados e a encontrar os que eles não sabem de cor.

Os jogos também são fundamentais durante este processo e ajudam os alunos sistematizarem o conhecimento.

 

Roda de leitura: traz em si o potencial de ajudar a construir uma comunidade de leitores e escritores na escola. – 4º Ano D – Prof.ª Nathália

A roda de leitura é um projeto que tem como intuito formar leitores. Enquanto educadores, nossa meta é despertar o gosto pela leitura literária, encaminhando nossos alunos nas aventuras e viagens dos livros, estimulando a leitura e o modelo de leitor.

Formar leitores requer um investimento significativo na construção de um grupo que compartilha seus livros, troca impressões dos já lidos e constrói um percurso de leitor próprio, inicialmente mediado pelo professor e, posteriormente, seguido com autonomia. Para gostar de ler, é preciso ler bem, ter diante de si bons materiais de leitura e situações que favoreçam um trabalho ativo de construção do sentido do texto.

 

Olha o Carnaval aí! – 4º Ano B – Prof.ª Michelle

O Carnaval é uma festa popular muito tradicional em nosso país e a escola sempre valoriza a alegria e a criação das crianças.

Durante a semana que antecedeu o Carnaval elas conheceram um pouquinho mais sobre como ele acontece em diferentes lugares do Brasil e aprenderam a cantar algumas marchinhas como Aurora.

Fantasias e muitas risadas embalaram brincadeiras que se revelaram animadas, e onde as crianças se deixaram encantar pela integração com outros grupos, com suas roupas de piratas, suas capas de super-heróis, trajes de princesas e bailarinas.

De onde vem a água? – 4º Ano A – Prof.ª Juliana

Neste trimestre o 4º ano está pesquisando de onde vem a água. Para começar essa investigação, iniciamos com algumas perguntas:

 

“Por que a água do mar é salgada?”

“É possível separar o sal da água?”

 

Várias hipóteses foram levantadas pelos alunos e nada melhor do que testá-las no Estúdio de Pesquisa com a professora Janaína.

Após os testes e as observações, os alunos concluíram que a única forma de separar o sal da água é aquecendo-a. Foi muito interessante presenciar as expressões de admiração ao verem que uma das hipóteses levantadas estava correta.

Ao final desses testes, a professora Janaína lançou uma nova pergunta: “Se a água passou para seu estado gasoso, ou seja, evaporou, como fazer para que volte ao seu estado líquido?”

Novas hipóteses foram levantadas e um novo experimento realizado. Desta vez, mostrando que, quando a água em forma de vapor entra em contato com uma superfície fria, ela se condensa, voltando ao seu estado líquido.

Os alunos aprenderam a registrar tais experimentos em forma de protocolos, que são procedimentos de cientista. Através deles é possível reproduzir e compreender como a pesquisa está sendo conduzida.

Continue acompanhando nosso processo de investigação. Afinal, novas perguntas vêm por aí!

Nossa turma… É hora de recomeçar! – 4º Ano E – Prof.ª Gisele

Nosso grupo é formado por 20 alunos. Cada um com seu jeito único e particular formam o 4º ano E, uma turma composta por crianças curiosas, alegres e cheias de vontade de aprender.

Este será um ano especial de muito crescimento e de aprendizagens marcantes. Nossas tardes revelarão uma aquisição de posturas e atitudes que irão marcar o início da vida escolar desses estudantes.

A interação entre as crianças é considerada fundamental na construção de aprendizagens significativas.  Por meio da interação, os alunos trocam conhecimentos, são desafiados nas suas ações, aprendem sobre as relações, constroem valores de cooperação, solidariedade e respeito ao outro.

Nessas primeiras semanas de aula, pudemos vivenciar bons momentos. Professores e amigos puderam se conhecer um pouco melhor, tivemos momentos de descontração, conversamos sobre alguns combinados de sala e sobre a importância do trabalho coletivo, promovendo assim a boa convivência de todos ao longo do ano.

Iniciamos com a maravilhosa sensação que juntos faremos um ótimo trabalho em 2019!

 

O jogo e sua relação com o conhecimento – 4º Ano D – Prof.ª Nathalia

Nas aulas de Matemática, o jogo contribui para a criação de contextos significativos de aprendizagem para os alunos, tanto em situações de aproximação quanto na sistematização de conteúdos.

Pensando nisso, propus para o 4º D o jogo Valor Posicional, que além de proporcionar o trabalho em grupo provocando discussões sobre como melhorar a pontuação, também permite compreender e utilizar as regras do sistema de numeração decimal, possibilitando resolver situações utilizando o cálculo mental e composição ou decomposição de números.

 

Na sombra do baobá… – 4º Ano C – Prof.ª Juliana

O primeiro projeto de Língua Portuguesa já iniciou a todo vapor!

O 4º ano está descobrindo os contos etiológicos, histórias que procuram explicar a origem das coisas e dos seres, de forma fantasiosa. Muitas delas são de origem africana, daí o nome do projeto “Na sombra do baobá…”. Baobá é uma árvore típica da região. Imagine você ouvindo estas belas histórias à sombra de um baobá? Demais, né?

Uma dessas histórias foi contada pela querida Glaucia. A turma foi até à Sala de Leitura, onde foi recebida pela contadora de histórias, produzida com vestimentas africanas.

Desta vez, a história foi “Por que a galinha d’angola tem pintas brancas?”. As crianças amaram, principalmente os “efeitos especiais”, como o som dos trovões e da chuva.

Glaucia finalizou o encontro contando para as crianças curiosidades da África, já que viajou para lá algumas vezes.

Foi um momento muito rico e prazeroso, que instigou os alunos a viverem este projeto mais intensamente.

 

E assim começamos… – 4º Ano B – Prof.ª Michelle

O acolhimento é um momento importante e imprescindível na escola, pois permite que todos se sintam parte integrante do grupo. Este sentimento é fundamental para garantir o comprometimento e o bom resultado do trabalho de todos os estudantes. Por isso, preparei cuidadosamente brincadeiras, roda de conversa e dinâmicas que promoveram o entrosamento nos primeiros dias de aula.

Entre tantas, a dinâmica “Todos juntos” apontou competências básicas que tiveram relevância neste início de ano: saber cooperar e trabalhar em rede, conceber a escola como uma comunidade educativa e sentir-se um membro efetivo da equipe.

Durante a dinâmica as crianças ouviram e socializaram suas impressões sobre a música “Todos Juntos”, de Chico Buarque e cada aluno contou o que tem de melhor à oferecer ao grupo.

Com certeza será um ótimo ano para todos nós.

 

“…Todos juntos somos fortes

Somos flecha e somos arco

Todos nós no mesmo barco

Não há nada pra temer

– ao meu lado há um amigo

Que é preciso proteger

Todos juntos somos fortes

Não há nada pra temer…”

(Canção: Todos Juntos – Chico Buarque)

 

Na sombra do baobá… 4º Ano A – Prof.ª Juliana

O primeiro projeto de Língua Portuguesa já iniciou a todo vapor!

O 4º ano está descobrindo os contos etiológicos, histórias que procuram explicar a origem das coisas e dos seres, de forma fantasiosa. Muitas delas são de origem africana, daí o nome do projeto “Na sombra do baobá…”. Baobá é uma árvore típica da região. Imagine você ouvindo estas belas histórias à sombra de um baobá? Demais, né?

Uma dessas histórias foi contada pela querida Glaucia. A turma foi até à Sala de Leitura, onde foi recebida pela contadora de histórias, produzida com vestimentas africanas.

Desta vez, a história foi “Por que a galinha d’angola tem pintas brancas?”. As crianças amaram, principalmente os “efeitos especiais”, como o som dos trovões e da chuva.

Glaucia finalizou o encontro contando para as crianças curiosidades da África, já que viajou para lá algumas vezes.

Foi um momento muito rico e prazeroso, que instigou os alunos a viverem este projeto mais intensamente.